Domingo, 16 de Junho de 2024
16°C 27°C
São Paulo, SP
Publicidade

Governo do Maranhão participa da abertura da reunião do Grupo de Trabalho de Economia Digital do G20

Durante a abertura da reunião o governador Carlos Brandão falou do desafio que é a inclusão digital da população dos 217 municípios. Até quinta-fei...

11/06/2024 às 17h45
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Compartilhe:
- Governador Carlos Brandão participou da abertura e destacou as iniciativas do Governo do Estado na área (Foto: Rodrigo Ribeiro)
- Governador Carlos Brandão participou da abertura e destacou as iniciativas do Governo do Estado na área (Foto: Rodrigo Ribeiro)

Este ano o Maranhão sedia a 3ª Reunião do Grupo de Trabalho de Economia Digital do G20. O evento foi aberto nesta terça-feira (11), no Hotel Blue Tree Towers, em São Luís (MA). Até quinta-feira (13), serão debatidos temas como inclusão digital, conectividade e integridade da informação. O governador Carlos Brandão participou da abertura e destacou as iniciativas do Governo do Estado na área.

A abertura do evento também contou com a presença do ministro Juscelino Filho já que o grupo em Economia Digital do G20 é liderado pelo Ministério das Comunicações, em parceria com os ministérios das Relações Exteriores, da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, da Ciência, Tecnologia e Inovação, e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. O evento tem, ainda, a participação de ministros brasileiros, delegação de 27 países, nove organismos internacionais, diversas autoridades estaduais, prefeitos maranhenses e a sociedade civil.

Durante a abertura da reunião o governador Carlos Brandão falou do desafio que é a inclusão digital da população dos 217 municípios.

“Nós temos três eixos muito importantes para trabalhar. O primeiro é a inclusão digital para toda a população. Outro eixo fundamental é a conectividade. Para melhorar em áreas como educação, saúde, segurança pública, precisamos de tecnologia interligada. Por fim, a integridade da informação, ou seja, não podemos nos esquecer da confiança no sistema, da veracidade da informação que vai ser acessada pelo cidadão”, assinalou.

O governador também mencionou algumas das iniciativas do Governo do Maranhão para garantir a inclusão digital e melhorar a conectividade no estado. “Por meio do nosso programa Maranhão 2050, temos dialogado com a iniciativa privada, entidades de classe e movimentos sociais para juntos defendermos uma informação de qualidade para todos”, informou.

O governador Carlos Brandão também citou iniciativas como a criação da Agência Estadual de Tecnologia da Informação, que conectou todos os órgãos estaduais e secretarias; o programa Telemedicina, que conecta os profissionais de saúde que estão nos postos do interior com especialistas de São Paulo; além do envio de projetos de conectividade para o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC).

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, ressaltou que a inclusão digital e a conectividade são fundamentais para facilitar a vida do cidadão à medida que diminuem a burocracia e facilitam o acesso aos serviços públicos. Nesse sentido ele deu como exemplo o aplicativo GOV.BR do Governo Federal.

“O GOV.BR, um aplicativo do Governo Federal, já tem centenas de serviços disponíveis para a população. Hoje, 55 milhões de brasileiros já acessam esses serviços de qualquer lugar por meio dos seus celulares. Sabemos que governos estaduais e municipais também vêm avançando nessa agenda de digitalização de serviços públicos. E os debates dessa reunião servirão para a gente avançar ainda mais”, afirmou o ministro Juscelino Filho.

Outro tema relevante destacado pelo ministro Juscelino Filho foi da integridade da informação. “O tema das fake news hoje está presente na pauta da vida das pessoas, presente no Congresso Nacional, e essa integridade da informação é muito relevante na comunicação entre as pessoas. Outro tema central da atualidade é a inteligência artificial e sua aplicação para um desenvolvimento sustentável, visando a redução das desigualdades”, ressaltou.

Juscelino Filho lembrou ainda que o mundo passa por um intenso processo de transformação digital da economia, principalmente depois da pandemia do coronavírus e que um percentual significativo da economia dos países já vem do e-commerce e outros serviços digitais, além do fato de o sistema financeiro ser cada vez mais digital.

“Até pouco tempo era preciso levar uma série de documentos a uma agência bancária para abrir uma conta. Hoje, com a ascensão dos bancos digitais as pessoas conseguem abrir uma conta bancária em minutos por meio de aplicativo do celular. No Brasil, o PIX revolucionou a forma de fazer operações. E esses avanços seguem em todas as áreas com o surgimento da telemedicina, das plataformas educacionais entre diversas outras”, comentou o ministro Juscelino Filho.

Grupo de Trabalho sobre Economia Digital

Grupo de Trabalho sobre Economia Digital foi estabelecido pelo G20 em 2021 e tem como foco a orientação dos formadores de políticas públicas sobre o potencial digital das economias.

Nesta terça-feira (11), além de painel, seminário e mesa redonda, aconteceu um evento paralelo sobre investimento em infraestruturas digitais. A programação prossegue na quarta-feira (12) e quinta-feira (13) norteada pelos debates sobre a criação de um ambiente digital que promova crescimento econômico e bem-estar social.

Sobre o G20

Criado em 1999 em resposta à crise financeira global, o G20 é um fórum de cooperação econômica internacional que tem como objetivo debater temas para o fortalecimento da economia mundial e desenvolvimento socioeconômico global. Desempenha um papel importante na definição e no reforço da arquitetura e da governança mundiais em todas as grandes questões econômicas.

O grupo é formado pela África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia e Turquia; além da União Africana e dos demais países que compõem a União Europeia. O fórum representa aproximadamente 85% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e mais de 75% do comércio mundial sendo direcionado às grandes questões econômicas internacionais e possuindo grande relevância na arquitetura e governança mundiais.

O G20 conta com presidências rotativas anuais. O Brasil exerce a presidência do G20 de 1º de dezembro de 2023 a 30 de novembro de 2024. Durante a presidência brasileira, o país trabalhará em estreita colaboração com a Índia (Presidência de 2023) e a África do Sul (Presidência de 2025).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
20°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 27°

20° Sensação
0.51km/h Vento
64% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h46 Nascer do sol
05h27 Pôr do sol
Seg 27° 17°
Ter 28° 17°
Qua 29° 18°
Qui 27° 18°
Sex ° °
Atualizado às 21h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 376,652,84 +0,28%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias